Pintura com tinta Acrílica

Nestes últimos dias tive uma dor na coluna que me afastou do computador, este problema me levou a querer experimentar outras formas de arte que me colocasse em outra postura, por exemplo em pé. Sempre tive muito receio em desenhar em pé, estou tendo que reaprender a olhar o plano.

Já tinha visto algumas pinturas em acrílico e sempre considerei que algum dia tentaria. Pois bem, este é o dia! Primeiro precisei montar um material básico. Um pacote de tintas primárias, um set de pincéis padrão e um bloco para testes. Com isto comecei a brincar um pouco e percebi que eu ia amar continuar.

Depois de alguns testes e erros resolvi partir para uma pintura completa. Eu resumo o início em MEDO, neste universo sem o “crt-z”, qualquer erro e a pintura pode estar perdida, ainda existem alguns recursos para poder salvar a pintura como transformar a área em outra coisa ou cobrir depois de seco, mas considere que estes paliativos as vezes só pioram o resultado final.

Alguns cuidados e técnicas que aprendi até o momento:

  • O formato do pincel é um dos grandes responsáveis por muitos efeitos que você vê por ai. (nuvens, folhas, flores e outros)
  • A quantidade de água junto a tinta determina a opacidade da cor. Também percebi que um pincel mais hidratado leva o traço mais longe.
  • Acrílico é água.
  • Considere comprar um set básico de cores, aprenda a misturar as cores. Minha noção do digital me ajudou, mas ter o resultado das misturas em sua mente vai previnir erros de encontros tonais.
  • Comece com um esboço! Desde o digital eu sempre faço um pequeno estudo do que eu quero pintar. É um boa prática, depois trace um esboço diretamente na tela.
  • Nunca deixe os pincéis com a cerdas para baixo de molho na água. Se fizer isso pode jogar fora o pincel pois ele vai perder sua característica, seu formato e você pode dar adeus ao efeito que ele se propões a fazer.
  • Este é meio obvio, mas o fundo vem antes… Nem sempre. 🙂
  • Pra valer, compre um bloco de papel especial para tinta acrílica, normalmente as folhas tem 400g! Ou parte direto para uma tela, como vai muita água o papel de gramatura inferior vai entortar.

Eu sou veterano em pintura digital mas novato com pintura e tintas reais. Aqui quero compartilhar minhas primeiras experiências com arte e tinta com os leitores do meu blogue. Na internet você acha um monte de “mestres” pintando pelos cotovelos, as vezes em vídeo acelerado, mas poucos comentam suas dificuldades, e é justamente o que pretendo abordar neste post e em minhas experiências futuras.

IMG_1375

 

 

Oil Pastels

“Todo mundo vê as pingas que você toma, mas não os tombos que você leva!” Ótima frase que aprendi com uma nova amiga Eddie para ilustrar meu tombo 😉

Este negócio de criar jogos tem me deixado meio maluquinho. E é ai que entra meu espirito de arte, minha velha companheira que me ajuda a refletir sobre a vida. Com uma boa música ou simplesmente com um ótimo silêncio me retiro de todo caos que a vida proporciona e encontro a paz.

IMG_1291.JPG

Pasteis, esta é a primeira vez que brinco com eles. No começo eu confesso que me trouxe mais raiva do que paz. Quando você não domina um instrumento a frustração acontece, você sabe o que tem que ser feito mas não sabe como chegar naquele resultado. Mas andando pela sobra, quero dizer com calma e buscando a diversão você consegue resultados interessantes.

Quando você termina a primeira camada, a vontade é de rasgar o desenho e fazer outro porque parece algo feito por uma criança do pré-escolar. Só que é ai que a brincadeira começa. Com o Pastel o segredo é continuar, colocando camadas sobre camadas… Se combinar as camadas corretamente você faz efeitos incríveis. Quando uma tinta se mistura a outra forma-se uma massa manipulável. O desenho roubei de mim mesmo 😛 O barco é uma ilustração que eu criei para uma empresa de jogos aqui do brasil (Aqui)

O papel que usei foi grosso, imaginei que seria melhor para aguentar a pressão, no meu caso eu usei um 224g. A marca do meu lápis é Pentel, não sei se é a melhor mas serviu para começar. Aprendi um técnica interessante com papel toalha para criar cores difusas, mas não consegui aplicar corretamente nestas pinturas, talvez porque o papel tenha um textura rugosa ou minha paciência estava no fim.

A mão fica bem ressecada depois do uso dos lápis, então depois de lavar prepara um bom creme. Um ponto muito interessante são as cores que ficam muito vibrantes bem como eu gosto. Outro ponto interessante seria começar com folhas menores, 29 x 42 é cansativo para estudar. Agora é aprender com os erros e melhorar os próximos resultados.  Também estou me dando um desconto, tanto tempo focado em Game Design e eu esqueci o elemento principal que deve constar em uma boa pintura, a paciência.

 

 

Alien: Isolation

Eu sou um super fã da franquia Aliens. Adoro todos os filmes e procuro conhecer todos os jogos que o Xenomorfo entra em ação. Como um bom gamer aí vai minha opinião sobre este grande título da SEGA.

Resumindo em uma palavra, excelente! Um dos melhores jogos de ação furtiva que eu já joguei desde a série Metal Gear. Classificação 18 anos, mas deveriam colocar um aviso para cardíacos…

Sem dar muitos detalhes para não estragar sua experiência. Basicamente quando o game engrena, você terá que fugir de uma grande estação espacial. Na fuga além ficar face a face com o Alien você ainda enfrenta grupos de sobreviventes desesperados que atiram em tudo que se move, robôs enlouquecidos que insistem em querer te ajudar e forças de contenção da Wayland.

A inteligência artificial está incrível, qualquer movimento barulhento e todo o game responde rapidamente. Quando o Alien sente tua presença ele começa a te procurar e o som dos passos aumentam conforme ele se aproxima de você, o velho e clássico detector de movimentos só aumentam o pânico marcando à posição da criatura no local, você pode até se esconder em caixas e armários, mas não é 100% garantido que você não será achado!

O tempo de jogo está perfeito, levei pouco mais de 3 semanas com seções de 1:30 de jogo por dia. Mas tinha dias que eu não jogava então acredito que deu algo em torno de 25 horas de muitos sustos e tensão. É um jogo difícil para os padrões atuais, mas nada perto do Aliens 3 (SNES) que zerei. Vivemos a era do checkpoint e do continue infinito. Assim como a versão do SNES, neste jogo a escassez de equipamentos e munição fará você pensar duas vezes antes de dar um tiro, três se considerar o barulho que isso vai fazer!

Durante o percurso você recolhe coisas que mais tarde podem ser combinadas. Por exemplo um gerador de sons. Isso pode ser usado para chamar a atenção, ótimo para escapar. Ou uma bomba EMP, que desativa os robôs temporariamente. Mas tudo isso tem que ser construído, e tudo leva alguns segundos para ficar pronto, e seguindo a dica do próprio jogo, procure um local seguro para fazer suas combinações.

O visual é absolutamente incrível! Tudo retrata a série clássica dos filmes. O som e os efeitos sonoros são um show, a trilha sonora fidedigna aos filmes muda conforme você avança nos ambientes do jogo, e para completar, a visão em primeira pessoa ajuda na imersão do ambiente e do medo. Apesar de ser para o Xbox 360, o gráfico é de perder o fôlego. Joguei em meu Xbox One que não parece acrescentar nenhuma melhora gráfica.

Demorei por decidir em comprar este título, mas por fim, estou contente por incluir mais este grande jogo em minha coleção de jogos finalizados. Se você busca mais uma opinião para saber se este jogo vale seu dinheiro, fica a dica, vale sim! 😉🇧🇷

Da Ilustração para o Game Design

Eu sempre gostei de desenhar por que é onde eu encontro a paz para expor minhas idéias. Durante a minha jornada na aventura do conhecimento muitos meios de comunicação me foram apresentados, e a cada mergulho nestes meios eu ampliava meu universo de possibilidades.

Dentre as muitas coisas que aprendi as principais são, modelagem 3D, animação em 3D e 2D, edição não-linear, criação de músicas, criação de efeitos especiais, fotografar,  design gráfico e finalmente o momento que eu me encontro agora o de criar um bom jogo. A verdade é que minha viagem pelo conhecimento sempre teve um único propósito, melhorar a maneira de expor minhas idéias.

Quanto melhor eu conseguia expor estas idéias mais eu me sentia confortável para continuar naquela área. Na verdade meu caminho nunca foi sobre ilustrar como alguns pensam que é, o fato é que a ilustração foi algo que entrou em minha vida em um momento muito apropriado e por isto hoje sou conhecido por algumas destas grandes ilustrações.

Desenhos
Organizando minhas ilustrações

Toda a minha bagagem de “gamer” jogador de video games e toda esta experiência que adquiri durante estes anos todos abriram um universo de possibilidades para expor minhas idéias de uma forma mais clara. Um dos resultados são cinco prêmios consecutivos no concurso de desenvolvimento de jogos sobre empreendedorismo promovido pelo SEBRAE.

_DSC0110
Equipe Fábrica de Chocolate

Mas o que é Game Design em minha opinião? 

Tecnicamente e resumidamente é a criação da experiência de jogo juntamente com um conjunto de regras. Mas apaixonadamente eu diria que é a possibilidade de criar um universo aonde eu posso expor minhas idéias e te convidar para brincar com elas.

Ainda sobre este concurso, o importante é você deve entregar o jogo finalizado e sem bugs. Diferente de muitas coisas erradas que acontecem em nosso país que com apenas algo escrito você define quem vence e no final temos um monte de projetos que literalmente roubaram o dinheiro e a oportunidade de que faz.

Dentre as bobagens que já escutei sobre este concurso, a pior foi que ele seria injusto com os desenvolvedores que trabalharam e não se classificaram porque não ganham nada. É engraçado ouvir isto principalmente de pessoas que trabalham no mercado. Será que elas nunca fizeram jogos para as lojas on-line que não renderam absolutamente nada? Eu já e muitos!

Mas e todas estas habilidades adquiridas? E a ilustração? O fato é que continuo fazendo de tudo um muito e todas estas habilidades hoje são necessárias em minha jornada indie já que cada uma delas seria um profissional muito bem pago… Meu conselho? Se você está começando não desista, e quando alguém fizer comentários negativos (idiotas) transforme-os em carvão para sua fornalha. Força Indie!

Para jogar todos os jogos do SEBRAE acesse: JOGAR

Game- RACE For Your Life – cross platform multiplayer up to 4 players!

RACELately I’ve been working with a lot of games ideas at the same time. I keep some in the box and others I give start, witch who I believe have the best chance of success I give to my friend, partner programmer Otto so that we can give life to them. A lot of them won’t will see the light of day for many reasons.

Arquivo Escaneado 2

With RACE For Your Life was no different. I think it was one of the fastest ideas that I had. A long time I wanted to do something with multiplayer, and this game was the strongest candidate I had. It reminds me of a game from my childhood the Spin-Out to Odyssey 2, this is the proof that I am an old guy. 😉
So, With the idea ready, Otto the best programmer that I know 🙂 started the studies to bring this baby to the life!

inspiration

I wanted this game to be easy to learn, but incredibly challenging and addictive. No complicated power ups, no complicated controls. Sit back and play! That’s it!
It was a difficult task to make this game be cross platform and multiplayer. I can say it took about 2 months to get to something that would work satisfactorily on all devices.

We Add an asynchronous mode to further enhance the value of the game. With this mode you can play against other players even if they are offline!

On OUYA and Desktop the game has local multiplayer mode taking advantage of the big screen! We also created a mechanics based in joysticks!

_DSC0758

_DSC0013

Initially we tried Google services, but despite being a super-known service, many users did not have the account to play online. So today we have created an online service without registration. It makes even more evident the idea to sit down and play!

We took the game to a local game show here in Brazil and was a big hit among children and several times they told us, it was the best game they had played at the game show. It was very rewarding for us and this response gave us the confidence that we were on the right track! The track of fun!

I usually write simple songs for my games, but in this case I wanted something in the same graphic style of the game. Something retro but with a footprint of current technology, something addictive and at the same time simple. The artist behind the music of this game is Rocco from Netherlands. It is a super musician! We are very glad to have his songs in our game.
Checkout: https://www.facebook.com/roccowschiptune/info?tab=page_info

Our first quote:
IMG_0140

We won the featured page in OUYA!IMG_0071

We are working hard to make a quality game for you and at the same time that would be within our size of production. After all we are only two guys! But as always, we are working on updates, we’d love to hear your suggestions, write to us!

The game is Free to Try!
OUYA, Desktops, iOS, Android, Windows Phone and more…

Here the description of the game:
Race! Stay alive and win! This multiplayer cross platform is on-line real-time and async! Take the control of the super colour cars, machines developed to win! But be smart because the other player has the same technology and will not want to stay behind!

Features:
• Multiplayer on-line cross platform up to 4 players, you will play against many other platforms;
• Async mode, play with other player even if they are offline;
• Local Multiplayer to up 4 players ( OUYA, DESKTOP only)
• Online ranked match;
• 7 great tracks to race;
• Simple gameplay and very addictive;
• 8 bits retro visual, but poisoned with technology;
• Use the power-up boost and vacuum and surely you will win!